Filas nas lojas, pré-vendas esgotadas e muito hype. Essa é a história, pelo menos até agora, do SNES Classic Mini Edition, versão atualizada e miniaturizada de um dos melhores consoles já produzidos pela humanidade. É o game da infância de muita gente e casa de alguns dos melhores títulos já criados na história, o que, por si só, já justifica toda a comoção.

Apostando em uma ideia que deu certo com o NES, a Nintendo volta à carga do relançamento de uma de suas plataformas mais icônicas, que desta vez, inclusive, deve dar as caras no Brasil. Quer um? Tem dúvidas sobre como tudo vai funcionar? Não está sabendo de nada disso? Vem com a gente que o NGP explica tudo o que você precisa saber sobre o SNES Classic Mini.

O que é?

O SNES Classic Mini Edition é, basicamente, uma edição menor do Super Nintendo, um dos consoles clássicos da “Big N”. Ele chega em uma nova versão e com suporte a tecnologias mais recentes, com dezenas de games clássicos na memória. Não se trata, entretanto, de um relançamento no melhor sentido da palavra, já que as atualizações e novas dinâmicas tornam esta mais uma nova versão do que um retorno daquilo que tínhamos no passado.

Lista de jogos

O SNES Classic Mini tem 21 jogos na memória. São os seguintes:

  • Contra III: The Alien Wars;
  • Donkey Kong Country;
  • Earthbound;
  • Final Fantasy III (no Japão, lançado como Final Fantasy IV);
  • F-Zero;
  • Kirby’s Dream Course;
  • Kirby Super Star;
  • Mega Man X;
  • Secret of Mana;
  • Star Fox;
  • Star Fox 2;
  • Street Fighter 2 Turbo: Hyper Fighting;
  • Super Castlevania IV;
  • Super Ghouls’n Ghosts;
  • Super Mario Kart;
  • Super Mario RPG: Legend of the Seven Stars;
  • Super Mario World;
  • Super Metroid;
  • Super Punch-Out!;
  • The Legend of Zelda: A Link to the Past;
  • Yoshi’s Island: Super Mario World 2.

Todos são games consagrados na plataforma, enquanto tantos outros, igualmente clássicos, acabaram de fora. Aqui, o maior destaque acaba sendo Star Fox 2, game inédito que chega ao mercado pela primeira vez.

Star Fox 2? Inédito?

Star Fox 2

Você está certo se acha que já viu Star Fox 2 por aí – só, nunca, de maneira oficial. A sequência do game de nave foi cancelada pela Nintendo em 1995, que preferiu focar seus esforços no novíssimo Nintendo 64, que já começava a bater de frente com o estreante PlayStation na guerra dos novos consoles.

Quando foi deixado de lado, entretanto, Star Fox 2 já estava pronto. Ele permaneceu anos na obscuridade até que versões preliminares começaram a vazar na internet, uma saga que foi finalizada em 2015 quando, finalmente, uma edição completa e totalmente funcional foi liberada. Até agora, somente era possível jogar o game por meio de emuladores, e com o SNES Classic Mini, o título ganha seu primeiro lançamento oficial.

Ao contrário dos outros games da plataforma, Star Fox 2 é o único que não está liberado desde o início. Para ser jogado, o usuário precisa finalizar o estágio inicial do primeiro Star Fox, com o novo título aparecendo no menu automaticamente depois disso.

Posso baixar mais jogos?

Snes Classic Mini

Não. O SNES Classic Mini é um sistema fechado e os 21 jogos de sua memória é tudo o que você terá. Assim como rolou no relançamento do NES, o console não terá acesso ao Virtual Console nem nenhum tipo de loja que permita o download de mais títulos.

Pelo menos, não de maneira oficial. O NES Classic foi desbloqueado apenas semanas depois de seu lançamento, em novembro do ano passado, o que permitiu que os jogadores enchessem a memória do aparelho com ROMs baixadas da internet. Não há motivos para não pensar que o mesmo não vai acontecer aqui, mas, claro, estamos falando de pirataria, e a Nintendo é contra tudo isso – e você não terá nenhuma garantia caso destrua seu aparelho no processo.

Funciona com cartuchos?

SNES CLassic Mini
SNES Classic Mini não funciona com cartuchos, por motivos óbvios. (Foto: Ars Technica)

Infelizmente, também não – até porque o console, em si, tem quase o tamanho de uma fita, sendo quase da altura de duas delas empilhadas horizontalmente. Essa acaba sendo a maior diferença do SNES Classic Mini com relação ao original. O console até tem o aspecto de um Super Nintendo convencional, mas o slot para cartuchos é meramente decorativo – além de bem menor – e não possui função nenhuma, assim como o botão de ejetar.

Dimensões

SNES Classic Edition

O SNES Classic Mini tem 11 cm de largura, 13,3 cm de profundidade e 4,05 cm de altura, ou seja, é bem menor que o original. Os controles, entretanto, têm o mesmo tamanho da versão dos anos 90 – 14,4 cm de largura, 6,3 de profundidade e 2,5 cm de altura. Os fios dos controles e cabos HDMI e de energia têm todos o mesmo tamanho: 1,5 m.

Botões e ligação

Além de terem as mesmas dimensões dos originais, os controles do SNES Classic são exatamente os mesmos da versão original do Super Nintendo. A única exceção aqui é a forma como se ligam ao console, adotando o padrão proprietário de conector que a Nintendo vem utilizando desde os tempos do Wii.

No restante, tudo funciona como no passado. Os botões de face e ombro, assim como Select, Start e direcionais realizam as mesmas funções designadas em cada game, além de servirem para acessar menus e navegar pelas funcionalidades do aparelho.

SNES CLassic MiniFoto: NinMobile News

No corpo do console, o botão de Power serve para desligar e ligar o console, enquanto o Reset retorna ao menu e permite o salvamento de estado, como nos emuladores. A entrada de cartuchos e o botão Eject são apenas decorativos, assim como a entrada de controles antigos – eles são apenas uma tampa, escondendo os verdadeiros conectores logo atrás.

O SNES Classic Mini se conecta à televisão por meio de HDMI e é alimentado por um cabo USB, ligado a um adaptador AC. Atenção: caso você adquira os modelos japonês ou europeu, deverá comprar uma fonte separadamente, ou usar uma de 5,2V-1A fabricada por terceiros – muitos carregadores de celular possuem essa especificação.

O que vem dentro da caixa?

Snes Classic Mini

  • Um console SNES Classic Mini;
  • Dois controles com fios de 1,5 m cada;
  • Cabo HDMI (1,2 m);
  • Cabo microUSB (1,2 m);
  • Fonte de alimentação (apenas versão americana e brasileira);
  • Manual.

Os controles são retrocompatíveis com o NES Mini

Apesar de não rodarem os jogos um do outro, pelo menos de forma não oficial, os acessórios das novas versões dos consoles funcionam entre si. Ou seja, você poderá usar os controles do SNES para jogar com seu amigo no NES Mini. Nesse caso, os botões de ombro não terão função alguma, enquanto Y e X serão mapeados para B e A. Start, Select, A e B continuam funcionando da mesma maneira.

A recíproca também é verdadeira, caso você tenha vontade de jogar no Super Nintendo com quatro botões faltando, por algum motivo… Além disso, dá para usar os joysticks no Wii ou Wii U, no Virtual Console, conectando-os a um Remote.

Versão japonesa

SNES CLassic Mini Super Famicom

Assim como aconteceu com o antecessor, o SNES Mini também tem uma versão diferente no Japão, correspondendo ao seu lançamento original, nos anos 1990. Por lá, o pequeno console se chama Super Famicon Mini e traz o mesmo design do passado, assim como o controle com botões coloridos, ao contrário do roxo e cinza usado no ocidente.

A lista de jogos também é diferente. Todos contam com 21 títulos na memória, com cinco aparecendo somente no Japão, substituindo igual número de games que acabam exclusivos das edições ocidentais. Confira:

Exclusivos Japão: Fire Emblem: Mistery of the Emblem; The Legend of Mystical Ninja; Panel de Pon; Super Soccer; Super Street Fighter 2: The New Challengers.
Exclusivos EUA/Europa/Brasil: Earthbound; Kirby’s Dream Course; Street Fighter 2 Turbo: Hyper Fighting; Super Castlevania IV; Super Punch-Out!

Preço e disponibilidade

Nos Estados Unidos, o SNES Classic Mini será lançado por US$ 80, valor equivalente a R$ 255 em conversão direta e sem contarem os impostos. Muitas das unidades já esgotaram em poucos minutos de pré-venda e a Nintendo também têm consoles à disposição de lojistas no lançamento, que acontece em 29 de setembro.

A expectativa, entretanto, é de mais esgotamento, já que a demanda deve ser bem superior à oferta. Ao contrário do que aconteceu com o NES, entretanto, a Nintendo se comprometeu a continuar fabricando o SNES Classic Mini até o ano que vem, de forma a garantir que todos aqueles que quiserem o console terão acesso a ele.

Brasil

Ao contrário do que aconteceu com o Nintendinho, o SNES Classic Mini também chegará oficialmente ao Brasil, mas no dia 20 de outubro. O aparelho já está sendo vendido em grandes varejistas do país por R$ 999, em versão equivalente à americana e com a mesma lista de jogos e acessórios – apenas o manual está em português, enquanto os jogos aparecem em inglês.

Especificações completas

SNES CLassic Mini

  • Dimensões: 11 cm x 13,3 cm x 4,05 cm (largura x profundidade x altura);
  • Controles: 14,4 cm x 6,3 cm x 2,5 cm (largura x profundidade x altura), cabos com 1,5 m de extensão;
  • Portas: 2x controle (conexão proprietária), microUSB para alimentação, HDMI;
  • Cabos: HDMI (1,2 m), microUSB (1,2 m);
  • CPU: Allwinner R16 SoC com quatro processadores ARM Cortex A7;
  • GPU: ARM Mali 400 MP2;
  • Memória RAM: 256 MB Hynix DDR3;
  • Armazenamento: 512 MB, inacessível ao usuário por meios oficiais;
  • Resolução: 720p (480p em alguns jogos);
  • Energia: 2,3W, fonte de 5,2V-1A.
Imagem de capa: Polygon

Encontrou um erro?

Envie um email para contato@newgameplus.com.br com a URL do post e o erro encontrado. Obrigado! ;-)