Como muita gente diz por aí, 2017 foi um grande ano para ser um gamer. Em um período cheio de grandes lançamentos, às vezes com dois ou até três blockbusters chegando a cada terça-feira, sem falar nos títulos independentes, faltou tempo e sobraram títulos. Foi um ano de criação de novas franquias, que já nasceram consagradas, retorno de clássicos remasterizados, séries do passado voltando com muita força e, acima de tudo, muito tempo passado diante da televisão ou do monitor.

Ao longo de todo o ano, aqui no NGP, comentamos e jogamos os melhores e piores títulos de 2017. Foi justamente dessas conversas com a galera, em meio aos vídeos, coberturas e gameplays de nosso canal no YouTube, que surgiu a ideia de criar uma modesta premiação que lembrasse os principais destaques positivos e negativos do ano.

Em algumas semanas de votação, vocês, da nossa audiência, escolheram os principais games de 2017 nas diferentes categorias, estando livre para colocar seus títulos preferidos na lista. E o resultado você confere agora:

The Legend of Zelda: Breath of the Wild

Melhor jogo de 2017 (GOTY)

Fulegoty

Não teve para ninguém em 2017. O título de lançamento do Nintendo Switch também arrebatou os corações da galera logo em março, mantendo esse amor vivo pelos meses seguintes. The Legend of Zelda: Breath of the Wild foi o jogo do ano para 33,8% do público do NGP, mostrando que os belíssimos gráficos ao lado de um mundo aberto vivo e livre para ser explorado foi uma combinação certeira.

Aqui, vale citar também um empate na segunda colocação, com Resident Evil 7 e Horizon: Zero Dawn dividindo a medalha de prata e a preferência de 16,5% dos leitores do NGP cada um. Provas de que os clássicos, se bem repaginados, são tão interessantes aos jogadores de hoje quanto novas e enigmáticas franquias.

Horizon: Zero Dawn

Melhor jogo para PS4

Fulegoty

A vice-liderança na votação de melhor jogo do ano já é um indício do que está por vir aqui. Em um ano considerado fraco para o console da Sony, o que rolou foi uma lavada: 68,4% dos nossos leitores e espectadores amaram controlar a protagonista Aloy no mundo devastado de Horizon: Zero Dawn. As horas investidas descobrindo os segredos dessa terra e enfrentando animais mecânicos, pelo jeito, valeram a pena.

Cuphead

Melhor jogo para Xbox One

Fulegoty

Entre os usuários do console da Microsoft, também houve unanimidade – Cuphead arrebanhou 83,5% dos votos, na maior preferência registrada entre os usuários do NGP. Não é para menos, pois o que temos é um título lindíssimo, com uma trilha sonora apaixonante e, acima de tudo, incrivelmente desafiador. É tudo tão incrível que não chega nem a dar raiva quando morremos sucessivamente nas batalhas contra os chefes do jogo.

The Legend of Zelda: Breath of the Wild

Melhor game de Nintendo Switch

Fulegoty

O melhor game do ano, é claro, também leva o FuleGOTY nesta categoria. Com 72,7% de preferência na votação, The Legend of Zelda: Breath of the Wild foi, praticamente sozinho, o que carregou o Switch em seu lançamento, e os jogadores não precisaram de muito mais. A aventura de Link em um mundo aberto deu novos ares à franquia e, até hoje, tem gente se encantando com as descobertas e os desafios do título, daqueles que valem a pena a compra de um console.

PlayerUnknown’s Battlegrounds

Melhor jogo de PC

Fulegoty

Mais uma daquelas histórias meteóricas de sucesso no mundo dos títulos independentes, PlayerUnknown’s Battlegrounds também não foi esquecido pelos leitores do NGP. Com 59,7% dos votos, esse foi o título para computadores que mais divertiu nossa audiência em 2017, bastando jogar uma vez para saber o motivo – a tensão de tentar ser o único sobrevivente nessa violenta ilha só rivaliza com a vontade de tentar de novo quando não conseguimos. É fácil descobrir porque todo quer frango no jantar.

Em tempo: os leitores do site não se esqueceram de outro grande título de 2017, Divinity: Original Sin 2. O RPG chegou a ser citado por aí como o melhor game do gênero já lançado, e por aqui, ficou na segunda colocação, com 21,7% de preferência.

Nintendo

Melhor desenvolvedora

Fulegoty

Longe das unanimidades, a escolha de produtora do ano dividiu o público do NGP. Em primeiro lugar, ficou a Nintendo, dona de não apenas um, mas dois dos melhores títulos de 2017 – The Legend of Zelda: Breath of the Wild e Super Mario Odyssey. Entretanto, a dona do Switch teve 36% dos votos, suficiente para colocá-la no topo, mas mostrando que, no ano passado, teve muita gente fazendo coisa boa.

Prova disso é a proximidade entre o total de votos do segundo e terceiro colocados. Respectivamente, temos a Naughty Dog com 19,4% dos votos e a Guerilla Games com 18%. Se tivéssemos uma estatueta de verdade, aqui, seria uma boa ideia dividir o troféu de prata entre as duas pelo empate técnico.

Cuphead

Melhor jogo independente

Fulegoty

Até aqui, pelo menos, 2017 parece cheio de unanimidades e não poderia ser diferente entre os jogos indie. Cuphead, mais uma vez, lidera a preferência de nossa audiência com 66,9% dos votos registrados no FuleGOTY, mostrando que a espera de anos valeu a pena. Um dos melhores games do ano, sem dúvida.

Aqui, vale a pena mencionar também o segundo colocado, Hellblade: Senua’s Sacrifice. O título independente com cara de triple-A abordou temas pesados, trouxe uma jogabilidade diferente e, acima de tudo, uma protagonista interessante. O segundo colocado teve 26,5% dos votos, mostrando que o mundo não é feito apenas de blockbusters.

Hideo Kojima

Personalidade do ano

Fulegoty

Mesmo sem lançar nenhum jogo em 2017, Hideo Kojima esteve mais uma vez na cabeça dos jogadores no ano em que passou, mas desta vez, pelos motivos certos. Ele veio pessoalmente ao Brasil, em outubro, para participar da Brasil Game Show, onde assinou autógrafos, tirou fotos com os fãs, julgou cosplayers e recebeu dois prêmios por sua obra. O designer não poupou sorrisos em sua estada por aqui, o que rendeu a ele 72,6% da preferência dos usuários do NGP.

PlayerUnknown’s Battlegrounds

Melhor multiplayer

Fulegoty

Em uma das categorias mais disputadas da primeira edição do FuleGOTY, PlayerUnknown’s Battleground leva o prêmio de melhor game conectado com 32,6% e apenas dois votos de vantagem contra o segundo colocado, Overwatch, que teve 31,1% da preferência do público. Novamente, fica fácil entender o motivo para tudo isso, com mais de 30 milhõs de jogadores no PC e Xbox One não podendo estar errados.

Crash Bandicoot: N’Sane Trilogy

Melhor remasterização / remake

Fulegoty

Os desejos dos jogadores veteranos da era PlayStation foi finalmente atendido em 2017. Crash Bandicoot finalmente voltou à vida e, na N’Sane Trilogy, mostrou que sua jogabilidade clássica ainda pode ser incrivelmente desafiadora. Para 65,4% dos leitores do NGP, o ano foi do marsupial maluco, que chegou a ser comparado a Dark Souls por conta de sua dificuldade extrema.

Horizon: Zero Dawn – The Frozen Wilds

Melhor DLC

Fulegoty

Melhor do que explorar um mundo misterioso e cheio de segredos, é ganhar novos motivos para fazer isso. E foi justamente isso que a expansão Frozen Wilds, de Horizon: Zero Dawn, garantiu aos jogadores, colocando Aloy em uma nova área cheia de desafios, segredos e temperaturas baixíssimas. Uma prova de que DLCs podem ser muito mais do que bobagens voltadas para ganhar algum dinheiro, valorizada por 55,6% de nossa audiência.

Prey

Prêmio “Só eu gostei” para o melhor jogo que ninguém prestou atenção

Fulegoty

Como falamos no começo, 2017 foi um ano cheio de grandes lançamentos. E no meio desse caminho, muitas pérolas podem passar despercebidas. E aqui, mais uma vez, temos uma grande divisão de votos, com Prey, da Arkane Studios, sendo o título do ano passado mais subestimado, na opinião de 34,4% dos leitores do site.

Em segundo lugar aparece Gravity Rush 2, título exclusivo do PlayStation 4, lançado em janeiro. 28,8% de nossa audiência curtiu o título, mas para infelicidade geral, ele não se deu tão bem assim em vendas, em um fator que muita gente acredita ter enterrado uma saga tão promissora.

Injustice 2

Melhor dublagem / localização

Fulegoty

Personagens falando em português já são lugar comum para muitos jogadores, mas mesmo aqui, ainda existe muita diferenciação entre um trabalho bem feito ou não. E para 54,4% dos espectadores do NGP, a segunda grande batalha entre os heróis da DC leva a taça. Com um elenco estrelado de dubladores e um modo história instigante, Injustice 2 leva o prêmio para casa, deixando para trás outro grande expoente da localização nacional, Uncharted: The Lost Legacy, que ficou com 35,3% da preferência.

Star Wars Battlefront II

Decepção do ano

Fulegoty

Para cada grande game, porém, temos também uma tristeza. E 2017 foi um ano em que grandes franquias acabaram derrubadas por decisões erradas de design ou a ganância de executivos. A soma desses dois fatores levou à eleição de Star Wars Battlefront II como a maior decepção de 2017, com 41,2% dos nossos leitores ficando tristes quando um título tão promissor acabou completamente minado pelas microtransações.

Em um segundo lugar também bastante significativo, mais um da Electronic Arts. Mass Effect Andromeda recebeu expresivos 34,6% dos votos, ficando na segunda colocação para tristeza de tanta gente que estava empolgada com o retorno da saga espacial.

Need for Speed Payback

Pior jogo de 2017

Fulegoty

Mais uma vez, a culpa são das decisões de design e da ganância. Afinal de contas, como alguém pode ter achado tranquilo atrelar o upgrade de carros, um quesito essencial para seguir em frente em Need for Speed Payback, às loot boxes? Para 56,5% dos leitores do site, esse quesito, sozinho, colocou o novo game da franquia como o pior de 2017.

Batman: The Enemy Within

Pior dublagem / localização

Fulegoty

Para quem não fala inglês, as localizações para o português são o passaporte para entendimento da história, um fator essencial nos títulos desenvolvidos pela Telltale, por exemplo. Mas o que acontece quando esse aspecto é completamente negligenciado? O resultado é o visto em Batman: The Enemy Within, segunda temporada das aventuras do Homem-Morcego pelas mãos da empresa, com 61,7% dos usuários desconsolados com os problemas nas legendas e os erros de tradução que acabam dificultando muito a vida. Essa, inclusive, é uma crítica unânime em nossas análises dos três episódios lançados até agora, restando pouca esperança de que o problema seja resolvido daqui em diante.

For Honor

Prêmio “Evolve” para o jogo hypado esquecido mais rapidamente pelo público

Fulegoty

A visão da mídia e a opinião do público nem sempre concordam totalmente e For Honor é prova diso. Você se lembra que o game foi lançado em 2017? Pois é, parece mais antigo. Mas foi este o título que, para 62% de nossa audiência, acabou sendo esquecido mais rapidamente do ano, para tristeza da Ubisoft, que continua focando forte em atualizações enquanto vê sua base de usuários com números bem abaixo do que gostaria, pelo menos até onde conseguimos mensurar.

Red Dead Redemption 2

Jogo mais esperado para 2018

Fulegoty

Se 2017 foi um ano cheio, 2018 promete ser ainda mais. Prova disso é uma das maiores divisões de votos que vimos em toda a premiação. O vencedor, Red Dead Redemption 2, angariou apenas 25,9% da preferência, com dois votos a mais que o segundo colocado, God of War, com 24,5%. Na sequência, veio Kingdom Hearts III, com 15,1% e, por fim, Detroit: Become Human, com 9,4%. Haja tempo para dar conta de tudo isso neste ano!

Confira também:

Encontrou um erro?

Envie um email para contato@newgameplus.com.br com a URL do post e o erro encontrado. Obrigado! ;-)